Lab Vita Análises Clínicas Erechim
1
27/05/2021

Quais são as diferenças entre dengue e COVID?

f compartilhe
Quais são as diferenças entre dengue e COVID?

Ao passo que a jornada para combater a pandemia do novo coronavírus acontece no Brasil, o país também é alvo de surtos de dengue, já que o clima tropical é propício para a transmissão da doença.

Alguns sintomas dessas doenças se confundem, como febre, dor de cabeça e dor no corpo. Em certos casos, o diagnóstico é previamente apresentado como dengue, mas depois é confirmado como COVID-19. E ainda mais: há chances de acontecer uma co-infecção, onde os dois vírus podem infectar uma mesma pessoa ao mesmo tempo. 

A COVID-19 é uma doença respiratória aguda, na qual  as pessoas infectadas geralmente apresentam febre, cansaço e tosse seca, que pode  ser acompanhada de dor de garganta e dificuldade para respirar. Embora a maioria das pessoas apresente sintomas leves, a infecção pode evoluir para doenças respiratórias mais graves, como pneumonia.

Esses sintomas respiratórios não são frequentes na dengue, e apesar de as duas doenças serem febris e causarem dor de cabeça, dor pelo corpo e cansaço, esses sinais são mais intensos quando provocados pela dengue. 

Além disso, a dengue é caracterizada por dores nas articulações, problemas gastrointestinais, manchas avermelhadas pelo corpo, além da queda no nível de plaquetas do sangue o que leva aos sangramentos que caracterizam a forma grave da dengue.

Fonte: Flávia Durães


26/04/2021

Exame de DNA na gravidez

f compartilhe
Exame de DNA na gravidez

O Lab Vita oferece o teste de paternidade não invasivo que pode ser realizado a partir da 9 ª semana de gestação, período médio este onde o DNA fetal está presente em quantidade suficiente para o ensaio, até o final da gravidez.

O exame é feito com uma amostra de sangue da mãe e do suposto pai e não oferece riscos. Os resultados permitem uma probabilidade de paternidade maior que 99,0%. A exclusão é de 100%. O sexo do feto pode ser informado.

Este exame não é indicado nos seguintes casos:

1. Gestação de gêmeos;

2. No caso de mais de um suposto pai, eles não devem ter parentesco de primeiro grau entre si; bem como o suposto pai e gestante, que não podem ter parentesco de até 2o grau;

3. Grávidas que sofreram aborto ou uma gravidez nos últimos 12 meses;

4. Grávidas que realizaram transfusão de sangue nos últimos 6 meses ou transplante de medula há qualquer tempo;

Outras formas de realizar o teste de paternidade: Duo (suposto pai + filho), Trio (suposto pai + mãe _ filho), vínculo genético por reconstituição (suposto pai falecido e irmandade).

Possíveis resultados:

–  Confirmação de paternidade (99,9%);

–  Exclusão de paternidade (100%);

–  DNA fetal circulante insuficiente para uma análise confiável – necessária nova coleta em um período mais tardio da gestação e nova análise;

Para saber o preço, entre em contato conosco pelo WhatsApp 54 99619 0191 ou pelo telefone fixo 54 3522 0191.


14/04/2021

Lab Vita conta com o teste de neutralização SARS-COV2/COVID19, Anticorpos totais

f compartilhe
Lab Vita conta com o teste de neutralização SARS-COV2/COVID19, Anticorpos totais

Você teve COVID-19 ou foi vacinado e deseja saber se seu organismo produz os anticorpos que neutralizam a entrada do vírus na célula?

Teste de neutralização SARS-COV2/COVID19, Anticorpos Totais é indicado para detecção específica de anticorpos de inibição viral gerados pelo organismo após infecção ou vacinação, ou seja, os anticorpos que potencialmente impediriam a ligação do vírus às células e consequentemente sua replicação dentro do corpo. O ideal é realizar o teste após 20 dias do início dos sintomas ou da vacinação, quando a sensibilidade é maior para o teste de anticorpos neutralizantes. Para avaliação pós vacinação, recomenda-se 20 dias após a 2ª dose.

Os resultados do Teste de neutralização SARS-COV2/COVID19, assim como outros testes sorológicos para COVID-19, não devem ser interpretados como uma indicação de imunidade parcial ou absoluta ao vírus.

Este ainda é um tópico em estudo, assim como os níveis e tempo de permanência protetora. Dessa forma, devem ser mantidas as recomendações para controle da pandemia (máscara, distanciamento e higienização das mãos).

O Teste de neutralização SARS-COV2/COVID19, Anticorpos Totais não é indicado para diagnosticar infecção ativa, pois eles apenas detectam anticorpos que o sistema imunológico desenvolve em resposta ao vírus, e não a presença do próprio vírus como faz o RT-PCR.

Informação técnica importante: Este exame avalia a presença de anticorpos totais que impedem o acoplamento do domínio de ligação ao receptor (RBD, do inglês receptor-binding domain) da proteína S1 do SARS-CoV-2, à enzima conversora da angiotensina 2 (ECA2), o receptor celular do vírus. chamados de anticorpos de inibição viral.

Já o Teste de Sorologia convencional, SARS-CoV-2/COVID-19, detectam anticorpos do tipo IgG,  anticorpos Totais, também marcando contato prévio com o vírus, porém não são específicos do tipo neutralizantes.


30/03/2021

Sexagem fetal: o melhor exame para quem quer saber o sexo da criança mais cedo

f compartilhe

A gravidez é cheia de momentos que ficam na memória. Entre eles, claro, está a hora de saber se vem uma menina ou um menino por aí. O exame de sexagem fetal é perfeito para saber, antes do ultrassom, qual será o sexo do bebê e se preparar com antecedência para a chegada da criança.

Como o exame de sexagem fetal funciona?

O exame de sexagem é capaz de identificar frações de DNA do bebê no plasma da mãe. Caso haja a presença do cromossomo Y, exclusivo do sexo masculino, o bebê é um menino. Se o cromossomo Y for inexistente, é menina. 

Qual é a forma de coleta para o exame de sexagem fetal?

A coleta de sangue para o exame de sexagem fetal é semelhante a de um hemograma. A mamãe não precisa estar de jejum, ter pedido médico em mãos ou realizar algum preparo prévio.

A partir de qual momento da gravidez o exame de sexagem fetal pode ser realizado?

O exame de sexagem fetal pode ser feito a partir da oitava semana de gravidez, contando a partir da data da última menstruação. Desse momento em diante, a taxa de assertividade do exame é de 99,9%.

O exame de sexagem fetal é seguro?

Sim. Por se tratar de apenas uma coleta de sangue, o exame de sexagem fetal é completamente seguro tanto para a mãe quanto para o feto.

Qual a diferença entre a sexagem fetal e o ultrassom?

sexagem fetal e o ultrassom são diferentes pelo fato de que ultrasom é um exame morfológico em que há a identificação masculina ou feminina por meio da imagem. Por sua vez, a sexagem fetal traz muito mais sensibilidade por detectar o DNA do feto desde o início da gravidez. Entre a oitava e a décima terceira semana, quando o ultrassom ainda não tem exatidão, a sexagem fetal apresenta é a forma mais precisa.

A sexagem fetal pode ter resultados imprecisos?

Existem algumas situações que podem levar o exame de sexagem fetal ao erro. Em casos da fertilização in vitro, por exemplo, há a chance de um dos embriões implantados no útero da mãe não evoluir e ser reabsorvido pelo organismo materno. O teste, então, pode detectar a presença de cromossomos masculinos vindos desse embrião que não se desenvolveu.

A sexagem fetal consegue informar o número de crianças em uma gravidez?

Não. A sexagem fetal consegue identificar se o bebê é menino ou menina. Caso haja a presença de cromossomo Y, é possível dizer que há, no mínimo, um bebê homem, mas não determinar se são gêmeos, trigêmeos... Da mesma forma, a ausência do cromossomo Y no plasma aponta a presença de um bebê do sexo feminino, sem poder dizer a quantidade de bebês.


16/03/2021

Dengue: tudo o que você precisa saber sobre a doença

f compartilhe

A Dengue trata-se de uma doença infecciosa causada por um vírus transmitido pelo mosquito Aedes aegypti. Ela não tem tratamento específico, causa sintomas como febre alta e dores no corpo e pode até matar. Sua incidência aumenta no verão, em dias quentes e úmidos. O vírus que provoca essa doença pertence ao grupo dos arbovírus, que são passados por picadas de insetos, principalmente mosquitos.

O vírus passa através da uma fêmea do mosquito Aedes aegypti que já esteja infectada por anteriormente ter picado alguém com esse inimigo no corpo. Para depositar seus ovos e se reproduzir, o mosquito precisa de água parada. Por isso, é importante evitar acúmulo do líquido em recipientes como vasos de plantas, garrafas e pneus, e manter as caixas d’água fechadas.
O uso de repelentes também é uma boa opção, principalmente em locais mais infestados

Quais são os principais sintomas?

A dengue provoca, entre outras coisas, uma inflamação nos vasos sanguíneos. Em decorrência disso, os sinais de sua presença são:
• Febre acima de 38,5˚ C
• Dor de cabeça, nas articulações e muscular intensas
• Dor ao movimentar os olhos
• Mal-estar
• Falta de apetite
• Enjoo e vômitos
• Manchas vermelhas no corpo

Quanto tempo dura?

Na maioria dos casos, os sintomas da dengue duram até dez dias. Mas a fraqueza e mal-estar podem permanecer por algumas semanas.

Como é feito o diagnóstico?

O  diagnóstico  deve  ser confirmado através de  exame de sangue,que ele é realizado de acordo com a fase da doença. No período sintomático o exame indicado é a pesquisa do Antígeno NS1. O exame sorológico IgM  detecta somente aproximadamente 6 a 10 dias após o início dos sintomas e o IgG mais tardio. Procure seu médico.

A dengue tem cura?

Sim, mas não por meio de remédios. Normalmente, a cura é espontânea, conforme o próprio corpo debela o vírus da dengue.

Como é o tratamento?

Não há tratamento específico. O que se faz é aliviar os sintomas e tentar evitar as formas graves, sempre de acordo com avaliação do profissional de saúde. As orientações para quem está infectado são: fazer repouso, ingerir bastante líquido e nunca tomar medicamentos por conta própria.

Tem os sintomas? Entre em contato conosco e agende seu exame.


06/08/2020

Entenda por que a vacina BCG é tão importante

f compartilhe
Entenda por que a vacina BCG é tão importante

Sabe aquela cicatriz que você e muitas pessoas tem no braço? Então, ela é característica do efeito da vacina BCG (Bacillus Calmette-Guérin).

A aplicação dessa vacina é obrigatória já nos primeiros momentos após o nascimento desde 1975. Se, por algum motivo a criança não foi vacinada nos primeiros dias de vida, pode tomá-la de rotina até os 5 anos de idade

A vacina BCG protege o bebê contra a tuberculose, principalmente em relação aos tipos mais graves da doença.

Entre outras substâncias, está em sua composição o Calmette-Guérin. Trata-se de um bacilo obtido por meio do enfraquecimento de uma das bactérias que causam a tuberculose. Essa bactéria ataca com mais frequência os pulmões, mas também pode atingir os ossos, os rins e as meninges (membranas que revestem o cérebro)..

Por que o bebê DEVE tomar a vacina?
Por ser uma doença infectocontagiosa, a tuberculose é transmitida de pessoa para pessoa de forma direta. Ou seja, o bebê está sujeito ao contato com muitas pessoas, que vão querer estar perto daquele novo integrante da família. Logo, desde as primeiras horas de vida, é imprescindível que ele esteja protegido.

Além disso, qualquer fator que gere baixa resistência orgânica pode favorecer o estabelecimento do Mycobacterium bovis, bactéria que causa a tuberculose. 

Cuidados e reações após a aplicação da vacina

  • É normal que a criança tenha uma inflamação na área da aplicação da vacina.
  • Essa reação chega a ser positiva. Isso porque ela evidencia que a BCG está fazendo o efeito esperado.
  • Também podem aparecer secreções após a aplicação.
  • É essencial fazer uma boa higienização para que não haja inflamações, água e sabão durante o banho irão ajudar na tarefa de manter a área sempre limpinha.
  • Não use medicamentos ou curativos no local em que a vacina foi aplicada.
  • Evite que o bebê tenha atritos no braço e não estoure ou aperte a “bolinha” que deve surgir no lugar.

É importante enfatizar que a vacina não oferece 100% de eficácia contra a tuberculose, havendo a possibilidade de ocorrência da doença mesmo em indivíduos vacinados. Entretanto, para prevenção das formas mais graves de tuberculose, como a forma miliar e meníngea, a vacina apresenta excelentes resultados. 

Cuide de quem você ama. Vacine!

 

 


13/04/2020

CORONA VÍRUS/COVID-19

f compartilhe
CORONA VÍRUS/COVID-19

Os testes rápidos auxiliam na detecção de anticorpos SARS-CoV- 19 IgG e IgM, em fases mais tardias, após o aparecimento de sintomas e também em pacientes assintomáticos. O tempo e a intensidade da resposta imunológica observada em pessoas infectadas, que se reflete por meio do aparecimento de anticorpos contra o vírus, varia para cada indivíduo. Isto significa que um resultado negativo para o SARSCoV- 19 por métodos imunológicos não exclui a possibilidade de infecção, principalmente nas fases iniciais da doença (primeiros 7 a 10 dias do início dos sintomas). Importante na avaliação do retorno de profissionais ao trabalho, pacientes assintomáticos e para obtenção de dados epidemiológicos ao longo e após epidemia.


10/12/2019

TESTE DO PEZINHO

f compartilhe
TESTE DO PEZINHO

O TESTE DO PEZINHO É UM EXAME REALIZADO NO BEBÊ . É CHAMADO DESSA FORMA PORQUE CONSISTE NA COLETA DE ALGUMAS GOTINHAS DE SANGUE DO CALCANHAR. O TESTE AJUDA A DIAGNOSTICAR DOENÇAS METABÓLICAS ,GENÉTICAS E INFECCIOSAS CAPAZES DE AFETAR O DESENVOLVIMENTO NEUROPSICOMOTOR DO RECÉM-NASCIDO,MAS QUE NÃO APRESENTAM SINTOMAS DETECTÁVEIS.ANTES DO NASCIMENTO O FETO ESTÁ RELATIVAMENTE PROTEGIDO DOS MALEFÍCIOS DE UMA DOENÇA METABÓLICA. ISSO ACONTECE POR CAUSA DA PLACENTA,QUE FORNECE NUTRIENTES E PROMOVE A FILTRAGEM DE METABOLITOS TÓXICOS.

MESMO NUMA CRIANÇA SAUDÁVEL NO NASCIMENTO,OS PRIMEIROS SINTOMAS PODEM DEMORAR MESES OU ANOS PARA SE MANIFESTAREM. RECOMENDA-SE QUE O EXAME SEJA REALIZADO ENTRE O SEGUNDO E QUINTO DIA DE VIDA.

COM O TESTE DO PEZINHO É POSSÍVEL PROMOVER O TRATAMENTO ESPECÍFICO,QUE PERMITE DIMINUIR OU ELIMINAR LESÕES IRREVERSÍVEIS,COMO DEFICIÊNCIA MENTAL E FISICA,E ATÉ MESMO EVITAR A MORTE.

POR ISSO,REALIZAR O TESTE É NECESSÁRIO,AINDA QUE NÃO HAJA HISTÓRICO FAMILIAR DESSAS DOENÇAS.




plus web marketing digital sites ecommerce erechim

Whastapp Email
Em que posso ajudar?